G-Eazy

Detalhes

Added By

177 Fãs

Sat 3/25
9:30pm-10:30pm

Perry’s

Bio

Vestido de preto com o cabelo penteado para trás, G-Eazy deu um toque de classe ao hip-hop. Por mais que pareça um cara tadicional, ele tem seus dois pés firmemente plantados no futuro. E qual futuro esperar para o produtor, compositor e rapper? Bem, certamente algo tão brilhante como ele...

Criado em Oakland, na Califórnia, G-Eazy tomou a decisão de se matricular na Loyola University, em Nova Orleans, por conta da forte relação musical que ele começou a cultivar e de seu inigualável estilo que começou a criar ainda no colégio.

Para ele, as festas não eram nem de perto tão importantes quanto a criação. Ele perdeu muitas bebedeiras para poder se concentrar na criação de suas músicas em seu quarto – elas geraram gravações que o lançaram a sucesso em 2011 com a mixtape “Endless Summer”.

Com o lançamento de “Endless Summer”, G-Eazy começou a ganhar atenção tanto dos meios alternativos quanto do mainstream. A MTVU o indicou na categoria “Melhor Música do Campus”, enquanto ele tocava para superestrelas como Drake e Lil Wayne.

Com o diploma em mãos, ele colocou o pé na estrada em 2012. Durante a turnê daquele verão, “Warped Tour”, ele produziu, compôs e gravou o que viria a ser seu álbum completo de lançamento, “Must Be Nice”. Misturando uma produção elegante com levadas suaves, o álbum alcançou a terceira posição entre as música de Hip Hop no iTunes, e isso com um selo completamente independente.

O próximo capítulo já está se desdobrando. Em 2013, G-Eazy realizou sua primeira turnê como headliner, vendendo shows em todos os lugares: Nova York, Milwaukee, de Salt Lake City a Seattle, San Francisco e Los Angeles. Parecendo mais um herói de filme do Tarantino do que um MC, ele despertou um frenesi no público feminino, tendo de se esquivar de um ou dois sutiãs jogados ao palco todas as noites. Pelo grande sucesso da turnê, a "Paste Magazine” colocou G-Eazy como um dos artistas top para assistir em 2013, e o garantiu o título de “Artista Revelação de 2013” da High Times Magazine, além de Lil Wayne ter chamado-o para se juntar em sua turnê nacional “America’s Most Wanted Festival”.

“Nós chegamos a este patamar com um passo de cada vez”, afirma G-Eazy. “Sempre quis fazer meu trabalho próprio, seja produzindo minhas músicas ou me vestindo do meu jeito”.

A responsabilidade só cresceu conforme ele foi apresentando seu esperado Segundo álbum, “These Things Happen”, lançado em junho de 2014 e que o levou a sua segunda turnê naquele ano. Ainda, sua meta segue a mesma de quando ele começou.

“Quero me conectar com as pessoas”, conclui. “Se a música inspira alguém, então isso é inacreditável. É uma relação profunda com os fãs que espero que dure muito tempo. Agora você está comigo”.