IZA

Detalhes

Added By

121 Fãs

Bio

A diversidade de cantoras é imensa no Brasil. Nenhuma igual a IZA. Essa carioca de 26 anos pode ser definida como uma cantora pop com estética internacional, porém com conteúdo nacional. Ou seja, ela se inspira em artistas internacionais que fazem a cabeça da nova geração, mas consegue amarrar essas referências com a sua brasilidade. E é exatamente isso o que ouvimos no single “Quem Sabe Sou Eu”, canção escrita por Pretinho da Serrinha, Gabriel Moura e Rogê, que chega ao mercado em novembro de 2016 e consolida a parceria desse fenômeno da internet com a gravadora Warner e a Agência de Música.

Com balanço irresistível e letra empoderada, “Quem Sabe Sou Eu” foi incluída na trilha de Rock Story, a novíssima novela da faixa das 7 da Rede Globo. IZA, que fez vários programas da emissora, já havia aparecido cantando o standard “Fly Me To The Moon” na série Nada Será Como Antes. E contracenar com a câmera nem foi um grande desafio. Afinal, ela construiu sua reputação artística subindo vídeos na internet, mais especificamente interpretando músicas de Sam Smith, Major Lazer, Adele, Demi Lovato, Prince...

Tudo começou há dois anos, quando IZA – publicitária formada, com experiências trabalhando com edição de vídeos e marketing – resolveu largar tudo e apostar na carreira de cantora. O vídeo em que mescla “Flawless” (Beyoncé) com “Rude Boy” (Rihanna), o primeiro da série, hoje soma quase 300 mil visualizações. No total, seu canal oficial no YouTube está batendo na casa de um milhão de views. O sucesso dessas produções, obviamente, passa pela qualidade das interpretações de IZA, sempre com um vozeirão impressionante e um inglês impecável, mas também tem a ver com a estética, a preocupação visual.

“Quando você é uma cantora pop, você é muito mais do que a sua música. É preciso se comunicar como um todo. Vai do discurso até como você se veste.” IZA diz isso com a maturidade de quem parece ter décadas de estrada. Com essa consciência, ela conseguiu construir uma sólida base de fãs e chamar a atenção de formadores de opinião. E sempre com total controle de seus passos. “No mercado pop, você é encarada como um produto. Para que não haja algum mal-entendido, você precisa dizer para o mercado quem você é.”

Assim, cheia de personalidade, IZA foi deixando sua marca em vários universos, inclusive no da moda. Teve o dia em que ela soltou um vídeo cantando “One Dance”, de Drake, somente no Instagram, e o registro emocionou Hugo Gloss. Bastou um compartilhamento do blogueiro para IZA bombar no Insta. Ela foi dormir com 8 mil seguidores e acordou com 80 mil. Para melhorar, o ator Paulo Gustavo também compartilhou o vídeo, igualmente maravilhado. Outros influenciadores e publicações de todos os tipos se encantaram por IZA mais ou menos no mesmo período.

Especialmente nos últimos meses, ela vem lidando com esse arrebatamento que causa nas pessoas e com as perguntas que decorrem dele. “De onde você saiu?”, “Onde aprendeu a cantar?”, “Seu inglês é perfeito! Vai gravar no idioma?”, “E os temas das suas letras, quais vão ser?”, “Vai sempre cantar nesse estilo mais black?”

IZA vem de uma família musical, com mãe formada em História da Arte e pai com uma vasta coleção de discos em casa (Michael Jackson, Stevie Wonder, Brian McKnight), algo que ajudou a formar seu gosto. E também contribuiu para desenvolver o seu inglês: muito da fluência de IZA vem dos seus anos ouvindo música acompanhando as letras com o encarte na mão. Fora o incentivo em casa e as apresentações mais intimistas, ela também cantou em igreja. Tudo isso teve um peso imenso para a construção da artista revelação que temos hoje.

Sobre seu estilo, IZA diz transitar ente o R&B e o pop, sem descartar visitar outros gêneros futuramente. Ela escuta muito hip hop, se inspira na atitude e na cadência de rimadores como Jay Z e Kendrick Lamar, mas está longe de ser uma MC. Seus pilares no quesito influência são Ms. Lauryn Hill, Rihanna e Tina Turner. E o repertório autoral será em português, podendo tratar do orgulho que sente por ser negra, de questões bem femininas ou cair mais para o ambiente da sedução. Sua gama de interesses é vasta.

Depois do sucesso do single “Quem Sabe Sou Eu”, lançado no final de 2016 e que fez parte da trilha sonora da novela Rock Story, IZA lançou o clipe da segunda música de trabalho, “Te Pegar”, com letra cheia de atitude, contando com a participação do ator José Loreto.

Em setembro de 2017, IZA lançou o clipe de “Esse Brilho É Meu”, uma parceria com a L’Oréal Paris, Musickeria e Warner Music, com participações especiais como Tais Araújo, Flavia Pavanelli e Ju Nalu, todas porta-vozes da marca L’Oréal. O clipe, inspirado pelos movimentos de empoderamento feminino, faz parte da campanha de Casting Creme Gloss e hoje contabiliza mais de 3 milhões de visualizações no Youtube.

A carreira de IZA decolou e, um mês depois, a artista lançou o atual single de trabalho “Pesadão”, em parceria com um dos maiores cantores brasileiros, Marcelo Falcão. Com produção de Sérgio Santos, o single imprime a pluralidade musical de IZA, transitando entre o R&B, pop e batidas de reggae. Lançado com exclusividade pelo Multishow, videoclipe foi gravado no Rio de Janeiro, na Fábrica Bhering e no Viaduto de Madureira, berço do icônico baile charme de Madureira, sob direção de Felipe Sassi.

O projeto “Pesadão” começou a ser divulgado durante a apresentação de IZA no Rock In Rio, quando a cantora chegou à cidade do rock com uma jaqueta estilizada com o título da faixa, para se apresentar ao lado de Ceelo Green. O clipe da música, aclamado pelo público e mídia, alcançou os 10 milhões de visualizações, com um mês de publicação, e já conta com mais de 150 milhões.

Entre as conquistas de 2017, além da apresentação ao lado de Ceelo, IZA foi escolhida para abrir um dos shows do Coldplay, em novembro, em São Paulo.

Em março de 2018, IZA lançou o segundo single do disco, “Ginga”, com a participação de Rincon Sapiência, no palco do Lollapalooza. O clipe, gravado no Rio de Janeiro, já ultrapassou a marca de 27 milhões de views.

Em abril, a cantora finalmente lançou “Dona de Mim” (Warner Music), o primeiro álbum da carreira. Com 14 faixas, o disco é recheada de participações. Além de Falcão e Sapiência, IZA divide os microfones com Ivete Sangalo, Thiaguinho, Gloria Groove, entre outros.

O terceiro single de trabalho, a faixa título, ganhou um clipe disponibilizado em agosto do ano passado, onde a cantora contracena com mulheres poderosas.

Atualmente, IZA divide o tempo entre os palcos – com a turnê nova “Dona de Mim”, lançada em agosto do ano passado – e a apresentação do ‘Música Boa Ao Vivo’, no Multishow, todas as terças-feiras. IZA também será uma das apresentadoras do “Só Toca Top” deste ano. A cantora apresentará 6 programas, em rodizio com outros apresentadores.